Diário de uma Busca.


08/09/2008


Relacionar-se

Por eu estar muito sozinha, muito comigo mesma, eu não consigo saber o que sou, como sou. Eu penso muito e é difícil distinguir características pessoais do intelecto, eu sei que eu não sou o que eu penso, mas o que sobra de mim se isso for tirado?

Eu procuro muito me entender, me descobrir, e só consigo entender as coisas racionalizando, traduzindo em palavras. Fico sem saber se o que eu penso é o que eu sou ou o que penso que eu deveria ser.

Acho que consigo demonstrar minhas características, quando estou em contato com os outros, mas como isso acontece tão pouco – porque mesmo quando estou rodeada de pessoas, muitas vezes, estou tão voltada para mim mesma, às voltas com meus conflitos internos que acabo não interagindo. Penso muito e ago pouco. Preocupo-me muito com o que devo e o que não devo. Isso faz parte do medo do desconhecido que determina a vontade de prever o futuro e controlar a vida. Assim, não sei o que realmente é viver e a melhor forma de viver. Apesar de estar sempre muito preocupada com isso.

Acho que minha grande dificuldade na vida é relacionar-me. Osho diz que relacionar-se consigo mesmo e com o outro são apenas duas faces da  mesma moeda.  Mas, eu consigo relacionar-me bem comigo mesma, na alegria e na tristeza, consigo ficar comigo mesma e até prefiro.

Já com os outros não consigo relacionar-me bem. Mesmo que as ame não consigo ficar bem com as pessoas. Os outros me incomodam e eu não entendo o porquê. Como disse Sartre “o inferno são os outros” e eu sinto bem isso.

Escrito por INCOMPREENDIDA às 23h52
[ ] [ envie esta mensagem ]
 

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Nordeste, SALVADOR, Rio Vermelho, Mulher, de 26 a 35 anos, Portuguese, Italian, Livros, Música
MSN - fauinlove@hotmail.com

Histórico