Diário de uma Busca.


25/06/2010


"Nem que eu bebesse o mar, encheria o que eu tenho de fundo..."*

Pois é, essa letra do Djavan sempre disse muito sobre mim. Eu sou uma pessoa profunda e não há nada de pretensioso nisso. Não se escolhe ser uma pessoa profunda ou rasa, faz-se a apartir das circunstâncias da vida e do modo como as encaramos. Então, ao longo desses vinte e oito anos, fiz-me assim profunda. Mas, ultimamente, me esqueci dessa profundidade e tenho vivido no raso. Porque viver no raso é fácil, mais cômodo, menos dolorido.

O raso nos permite curtir a vida, se divertir, implicar menos, problematizar menos, enfim viver mais leve. Mas, como não podemos negar a nossa essência, quando se é profundo e escolhe-se ficar o raso, há perdas significantes. E a minha perda foi justamente a inspiração e a capacidade de escrever. Para escrever eu preciso ir fundo, eu preciso mergulhar e me deixar levar pelas águas turbulentas, eu preciso fazer dos copos d'água tempestades, eu preciso problematizar, implicar, criticar. E é assim que eu sou. Então, não adianta querer ser diferente. Portanto, agora escolho deixar as águas claras e mergulhar fundo dentro dos meus sentimentos e voltar a ser eu: profunda, intensa, louca, sentimental. Só assim, posso voltar a escrever: a coisa que mais me dá prazer na vida e que faz ela realmente ter sentido.

 

Abraços a todos,

 

Imcompreendida

*Seduzir - Djavan

Escrito por IMCOMPREENDIDA às 21h42
[ ] [ envie esta mensagem ]

24/06/2010


"Vamos viver tudo que há pra viver, vamos nos permitir..."*

Reativando o "Diário de uma busca" porque o lugar de confissões é aqui... Então, vamos a ela: Confesso que tenho tentado, mas é difícil, porque muitas vezes é insconsciente e involuntário. Quando a gente sofre uma decepção muito grande, por parte de alguém pelo qual criamos muitas expectativas, nós imediatamente criamos uma defesa e evitamos ao máximo passar por situações semelhantes. Então passamos a viver nos privando de sentir, de gostar, de se entregar.

Mas, até quando sustentamos isso? Tem uma hora em que não é mais possível... Tem uma hora que tomamos consciência de que estamos relegando uma parte da vida, uma saborosa parte da vida. Mas, tomar consciência nem sempre é saber o que fazer para mudar isso... E eu não sei...

 

* Trecho de uma música de Lulu Santos, a qual eu não me lembro o nome agora... rs

Escrito por IMCOMPREENDIDA às 19h44
[ ] [ envie esta mensagem ]
 

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Nordeste, SALVADOR, Rio Vermelho, Mulher, de 26 a 35 anos, Portuguese, Italian, Livros, Música
MSN - fauinlove@hotmail.com

Histórico